Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Solstício de Verão

Equinócios e Solstícios: O que são?
     O eixo da Terra (linha imaginária que une os pólos) tem uma inclinação de cerca de 23º em relação ao plano da orbita da Terra.
     Ao percorrer, inclinada, a sua órbita à volta do Sol, a Terra faz com que uma dada região não receba as mesma inclinações e intensidades dos raios solares durante o ano, o que interfere sensivelmente no clima do planeta, originando assim as chamadas Estações do Ano..

     O início de cada estação é definido como Solstício, para o Verão e o Inverno, e como Equinócio, para a Primavera e o Outono.


Quando acontece?
     O Solstício de Verão acontece quando o sol atinge a declinação máxima em Latitude, medida a partir da linha do Equador, dando origem ao dia mais longo do ano no Hemisfério Norte. No Hemisfério Sul designa-se por Solstício de Inverno, dando origem ao dia mais curto do ano.

- No Hemisfério Norte, este dia designa-se por Solstício de Verão (a luz solar incide com maior intensidade);
- No Hemisfério Sul designa-se por Solstício de Inverno (a luz solar incide com menor intensidade).

- Em Portugal, o Solstício de Verão tem início às 23h 34m de 20 de Junho de 2016;
- Assinala o início do Verão no Hemisfério Norte e o início do Inverno no Hemisfério Sul;
- Tem a duração de 93,66 dias;
- Termina a 22 de Setembro de 2016, às 15h e 21m.

Iluminação da Terra pelo Sol no Solstício de Verão no Hemisfério Norte

     Na astronomia, Solstício é o momento em que o sol, durante o eu movimento aparente na esfera celeste, atinge a declinação máxima em Latitude, medida a partir da linha do Equador, em Junho no Hemisfério Norte, e em Dezembro no Hemisfério Sul.

     O termo Solstício deriva do latim e é composto por duas palavras: sol (sol) + sistere (que não se mexe) = Solstitium. Solstício significa "sol parado" e está associado à ideia de que o Sol deveria estar estacionário, pois para o observador que está na Terra o Sol parece manter uma posição fixa ao nascer e ao se pôr, durante algum tempo. Daí a razão porque este dia tem o dia mais longo do ano no Hemisfério Norte e a noite mais longa do ano no Hemisfério Sul
     No Hemisfério Norte o Solstício de Verão ocorre por volta de 21 de Junho. No Hemisfério Sul ocorre por volta de 21 de Dezembro.

Iluminação da Terra pelo Sol no Solstício de Inverno no Hemisfério Sul

     Devido à órbita elíptica da Terra, as datas nas quais ocorrem os Solstícios não dividem o ano em número igual de dias. Isto acontece porque quando a Terra está mais próxima do Sol (periélio) viaja mais depressa do que quando está mais longe (afélio).
     Os Trópicos de Câncer e de Capricórnio são definidos em função dos solstícios. No Solstício de Verão no Hemisfério Norte, os raios solares incidem perpendicularmente à superfície da Terra no Trópico de Câncer. No Solstício de Verão no Hemisfério Sul, ocorre o mesmo fenómeno no Trópico de Capricórnio.
     Nas linhas dos Círculos Polares Árctico e Antárctico, os solstícios marcam o único dia do ano em que o dia ou a noite duram 24 horas ininterruptas, considerando a estação do ano: Verão ou Inverno, respectivamente (ver imagens).


     Em várias culturas ancestrais à volta do globo, o Solstício de Inverno era festejado com comemorações que deram origem a vários costumes hoje relacionados com o Natal das religiões pagãs.      O Solstício de Inverno, o menor dia do ano, a partir de quando a duração do dia começa a crescer, simbolizava o início da vitória da luz sobre a escuridão.
Festas das mitologias persa e hindu referenciavam as divindades de Mitra com o símbolo do "Sol Vencedor", marcada pelo Solstício de Inverno.
     A cultura do Império Romano incorporou a comemoração dessa divindade através do Sol Invictus. Com o fortalecimento das religiões pagãs, a data em que se comemoravam as festas do "Sol Vencedor" passaram a referenciar o Natal, numa apropriação destinada a incorporar as festividades de inúmeras comunidades recém convertidas ao cristianismo.

Stonehenge, património mundial da UNESCO desde 1986.

     Esta data é mágica para muitos, tempo de fadas e druídas. No Sul de Inglaterra, na Planície de Salisbury, recordam-se crenças e culturas antigas, e Stonehenge é, por excelência, um dos locais de culto para a celebração desta data, onde os Celtas celebravam o início do Verão e o casamento da Mãe Terra com o Pai Sol.

Fontes:
- Cortesia de Observatório Astronómico de Lisboa
- Wikipédia, a enciclopédia livre.