Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Maurice-Farman MF-11



MAURICE-FARMAN MF - 11
Quantidade: 2
Utilizador: Aeronáutica Militar
Entrada ao serviço: 4 de Agosto de1916
Data de abate: 1917

Dados Técnicos:
a. Tipo de Aeronave
Avião monomotor terrestre, de trem de aterragem convencional fixo, de dupla roda em cada perna e patim de cauda, biplano, fuselagem em gôndola, motor na retaguarda, duplo estabilizador, revestido a tela, bilugar, cabina descoberta, destinado a missões de observação e bombardeamento ligeiro. Tripulação: 2 (piloto e observador).
b. Construtor
Société Henri et Maurice Farman. / França.
c. Motopropulsor
Motor: 1 motor Renault de 8 cilindros em V arrefecidos por ar, de 80 hp.
Hélice: De madeira, de duas pás, de passo fixo, propulsor.
d. Dimensões
Envergadura …………. 16,13 m
Comprimento …………..9,48 m
Altura ……………..……3,18 m
Área alar ……………...52,15 m²
e. Pesos
Peso vazio ………. …. 510 kg
Peso máximo …...…….810 kg
f. Performances
Velocidade máxima ……………100 Km/h
Velocidade de cruzeiro ………Desconhecido
Tecto de serviço ………………4.500 m
Raio de acção …………………400 Km
g. Armamento
Defensivo: 1 metralhadora móvel accionada pelo observador;
Ofensivo: 100 Kg de bombas.
h. Capacidade de transporte
Nenhuma.




























Resumo histórico:
     Maurice Farman, o grande pioneiro da aviação francesa, iniciou-se na indústria aeronáutica em 1911, acompanhado pelo seu irmão Henri, também ele brilhante projectista aeronáutico.
     Formaram uma empresa de construção de aviões, embora continuando cada um a trabalhar nos seus projectos separadamente. Esta separação de trabalhos dinamizou a empresa e esteve na base do sucesso de ambos.
     Prevendo que a guerra se aproximava, prepararam-se para a produção maciça dos seus aviões. Foi, assim, a única fábrica francesa de aviões apta a aceitar as encomendas em larga escala que o Governo Francês efectuou em Agosto de 1914, sem ter de proceder a uma radical reestruturação.
     A produção centrava-se então em dois modelos: o Henri Farman F-20 e o Maurice-Farman MF-11, projectado no ano anterior, sem apresentar o estabilizador dianteiro do MF-7, com melhores condições de voo e maior potência motriz.
     Para além dos benefícios estruturais e aerodinâmicos, o MF-11 estava equipado com uma metralhadora manejada pelo observador e uma pequena carga de bombas.
     Foi um Maurice-Farman MF-11 do Royal Naval Air Service que executou a primeira missão de bombardeamento nocturno de que há notícia, no dia 21 de Dezembro de 1914, sobre Ostend.


Percurso em Portugal: 
     No dia 04 de Agosto de 1916 chegaram a Portugal 2 aviões Maurice-Farman MF-11. Foram entregues à Escola de Aeronáutica Militar (EAM) de Vila Nova da Rainha. Fizeram testes de voo nos dias 7 a 10 de Agosto, passando o mês de Setembro envolvidos na preparação da instrução dos futuros pilotos. Receberam as matrículas MF2 e MF3.
     Em 1 de Outubro de 1916 iniciaram em conjunto com um Maurice-Farman MF-4 e um Deperdussin B o primeiro curso de pilotagem em Portugal. Mantiveram-se na instrução de pilotagem até serem retirados de serviço.
     É provável que fossem pintados em castanho claro. Ostentavam em ambos os lados das asas superiores a insígnia então em uso: - um círculo vermelho com o centro verde, e as cores nacionais, com escudo, nos lemes de direcção. Foram retirados do serviço em 1917.


Fontes:
Foto: FAP / AHFA - Força Aérea Portuguesa / Arquivo Histórico da Força Aérea;
Planos: Cortesia de Richard Ferriere - 3 vues;
Texto: "Aeronaves Militares Portuguesas no Século XX" - Adelino Cardoso - Edição ESSENCIAL, Lisboa, 2000.

Sem comentários :

Enviar um comentário