Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Avro 548 A



AVRO 548 A

Quantidade: 2
Utilizador: Aeronáutica Militar
Entrada ao serviço: 20 de Maio de 1924
Data de abate: 1937


Dados Técnicos:

a.      Tipo de Aeronave

         Avião monomotor terrestre, de trem de aterragem convencional fixo, com patim de cauda, biplano revestido a tela, dois postos de pilotagem sem cobertura, destinado à instrução de pilotos. Tripulação: 2 (piloto-instrutor e aluno).

b.      Construtor

A.V. Roe & Co. Ltd. / Grã-Bretanha.

c.       Motopropulsor

Motor: 1 motor Renault Airdisco de 8 cilindros em V arrefecidos por líquido, de 120 hp.                
Hélice: de madeira, de quatro pás, de passo fixo.

d.      Dimensões

Envergadura ……………10,97 m
Comprimento ……….……8,97 m
Altura …………………...…3,15 m
Área alar ………………..31,77 m²

e.      Pesos

Peso vazio ………. …….…607 kg
Peso máximo…………......900 kg

f.        Performances

Velocidade máxima………128 km/h
Velocidade de cruzeiro.…desconhecido
Tecto de serviço…….…..4.800 m
Raio de acção …………….280 Km

g.      Armamento

Sem armamento.

h.      Capacidade de transporte

       Nenhuma.



Resumo histórico:
     Avro 548 foi a designação dada aos Avro 504 com motor diferente, de 8 cilindros em V, em vez do motor radial de cilindros rotativos. A maioria dos Avro 548 tiveram a sua origem em Avro 504 excedentes da I Guerra Mundial, recuperados e modificados pela empresa Aircraft Disposal Company, conhecida por Airdisco.


Percurso em Portugal:
     A Aeronáutica Militar (A.M.) adquiriu em 1930 dois Avro 548 A, que chegaram a Portugal no dia 20 de Maio de 1924, integrados numa remessa de 30 Avro 504 K, destinados à instrução.
     Foram entregues à Esquadrilha de Observação do Grupo de Esquadrilhas de Aviação República (GEAR), na Amadora.

     Desconhece-se a numeração que eventualmente lhes tenha sido atribuída. Estavam inteiramente pintados a alumínio, com a Cruz de Cristo sobre círculo branco, nas faces exteriores das asas e a bandeira nacional, com escudo, no leme de direcção.
     Apresentavam também a tradicional faixa diagonal vermelha e o distintivo da Esquadrilha de Observação, um diabo com óculo, a preto. Foram retirados de serviço em 1937. 
     Ainda que a versão mais divulgada seja a de que existiram dois Avro 548 A na A.M., um investigador refere a existência de um único destes aviões.


Fontes:
Foto: FAP / AHFA - Força Aérea Portuguesa / Arquivo Histórico da Força Aérea;
Plano e Texto: "Aeronaves Militares Portuguesas no Século XX" - Adelino Cardoso - Edição ESSENCIAL, Lisboa, 2000.

Sem comentários :

Enviar um comentário