Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AGOSTO




Iluminura do mês de Agosto do Calendário das Riquíssimas Horas (1412-1416) de João de Valois, Duque de Berry (1340-1416) (Século XV). Manuscrito com iluminuras dos irmãos Paul, Jean e Herman de Limbourg (1370/80-1416). Museu Condé, Chantilly, França.


(Mês da falcoaria. Os Nobres, levando os falcões, vão à caça. Em segundo plano, os camponeses terminam a colheita e divertem-se a nadar num rio. Atrás, o Castelo de Etampes)


A


 gosto é o oitavo mês do Calendário Gregoriano.




     Provém do latim Augustus, foi adoptado em 27 a. C., e é assim chamado por decreto em homenagem ao primeiro Imperador Romano, César Augusto (63 a. C. - 14 d. C.). Este não queria ficar atrás do Imperador Júlio César, em honra de quem foi baptizado o mês de Julho e quis que o "seu" mês também tivesse 31 dias.

     No Calendário de Rómulo (Roma Antiga) este mês chamava-se, em latim, Sextilis ou Sextil, visto que era o sexto mês do Calendário Romano, que tinha início em Março.

AGOSTO - Pintura (1595/1600) do pintor italiano Leandro Bassano (1557-1622)
Galeria de Arte do Museu Kunsthistorisches, Viena, Áustria



Provérbios e ditados populares do mês de Agosto:

  • Chuva em Agosto enche o tonel de mosto.
  • Agosto não caminhar, Dezembro não marear.
  • Agosto nos farta, Agosto nos mata.
  • Agosto que lhe dá pelo rosto, culpa se Setembro leva a fruta.
  • Agosto tem a culpa, e Setembro leva a fruta.
  • Agosto tem cuidadoso e aguilhoa o preguiçoso.
  • Agosto, água no rosto.
  • Agosto, aguilhoa o preguiçoso.
  • Agosto, candeeiro posto.
  • Agosto, dá o sol no rosto.
  • Água de Agosto, açafrão, mel e mosto.
  • Corra o ano como for, haja em Agosto e Setembro calor.
  • Em Agosto aguilhôa o preguiçoso, e sê cuidadoso.
  • Em Agosto, dá o sol pelo o rosto.
  • Quem em Agosto ara, riqueza prepara.
  • Agosto madura, Setembro vindima.
  • Lá vem o Agosto, com seus santos ao pescoço.
  • Em Agosto, toda a fruta tem seu gosto.
  • Em dia de S. Lourenço ( 10 de Agosto) , vai à vinha e enche o lenço.
  • Quem não debulha em Agosto, debulha com mau rosto.
  • Agosto nos farta, Agosto nos mata.
  • Quando chove em Agosto, chove mel e mosto.
  • Terra lavrada em Agosto, à estercada dá o rosto.
  • Quem dormir ao sol de Agosto, passa por desgosto.
  • Em Agosto apanha macela, que livra da botica ( farmácia ) o uso dela.
  • Cava e esterca de Agosto, ao lavrador alegra o rosto.
  • Em Agosto secam os montes, em Setembro as fontes.
  • Em Agosto vale mais vinagre que mosto.
  • Quem cava a vinha em Agosto, enche a cuba de mosto.
  • Quem debulha em Agosto, debulha com mau gosto.
  • Quem dormir ao sol de Agosto passa por desgosto.
  • Quem em Agosto ara, riquezas prepara.
  • Quem em Março come sardinha, em Agosto lhe pica a espinha.
  • Quem malha em Agosto, malha com desgosto.
  • Quem malha em Agosto, não malha com gosto.
  • Quem não debulha em Agosto, debulha com desgosto.
  • Quem não debulha em Agosto, debulha com mau desgosto.
  • Quem não debulha em Agosto, debulha contra seu gosto.
  • Quem se casa em Agosto não junta dinheiro.
  • Se chover em Agosto, não gastes dinheiro em mosto.
  • Se não debulhas em Agosto, terás sempre desgosto.
  • Se queres o teu homem morto, dá-lhe couves em Agosto.


Fontes:
Iluminura e respectiva legenda: Cortesia de Escritório do Livro 
Letra artística: Cortesia de Daily Drop Cap by Jessica Hische
Texto: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Sem comentários :

Enviar um comentário