Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Burkina Faso

Burkina Faso



Bandeira
Brasão de Armas























Localização:
África, África Ocidental, África Subsariana.


Origem / Pequeno resumo histórico:
     Tal como toda a África Ocidental, o Burkina Faso foi povoado em tempos remotos, com destaque para os caçadores-recolectores da parte noroeste do país (12.000 a 5.000 a.C.), cujas ferramentas (raspadeiras, cinzeis e pontas de setas) foram descobertos em 1973.
     Entre 3.600 e 2.600 a.C. surgiram povoamentos de agricultores, e os vestígios dessas estruturas deixam a impressão de edifícios relativamente permanentes. O uso do ferro, cerâmica e pedra polida desenvolveu-se entre 1.500 e 1.000 a.C., tal como a preocupação com os assuntos espirituais, como é demonstrado pelos restos de enterramento que têm sido descobertos.
     Em 1896, o Reino Mossi de Uagadugu tornou-se um protectorado francês, depois de ser derrotado pelas forças francesas. Em 1898, a maior parte da região que corresponde hoje ao Burkina Faso foi conquistada. Em 1904, estes territórios foram integrados na África Ocidental Francesa, no coração da colónia do Alto-Senegal-Niger (Haut-Sénégal-Niger).
     A 4 de Setembro de 1947, o Alto Volta foi recriado nas suas fronteiras, de 1932. A 11 de Dezembro de 1958 alcançou o auto-governo e tornou-se numa república membro da Comunidade Franco Africana (La Communauté Franco-Africaine). A independência completa foi atingida em 1960.       O primeiro golpe militar ocorreu em 1966, e o país regressou ao governo civil em 1978. Em 1980 deu-se outro golpe, liderado por Saye Zerbo, que foi derrubado em 1982. Um contra-golpe foi lançado em 1983, deixando no poder o capitão Thomas Sankara. A 4 de Agosto de 1984 o nome do país foi mudado para Burkina Faso. O actual presidente é Blaise Compaoré, que chegou ao poder em 1987, depois de um golpe de Estado que matou Thomas Sankara.


Cultura:
     Dois elementos-chave da cultura do Burkina Faso são as Máscaras e a Dança. As máscaras utilizadas nesta região são feitas para os rituais de sacrifício oferecido aos deuses e espíritos animais nas aldeias, para demonstrar o desejo dos aldeões na bênção das bebidas pelos espíritos.

Arte e Cinema - O teatro popular em Ouagadougou, a capital de Burkina Faso, é um centro de eventos sociais e culturais para o país. Ouagadougou é um importante centro de actividade para os envolvidos em Cinema africano, realizando todos os anos um Festival de Cinema e Televisão Pan-Africano que adoptou o nome de FESPAÇO.
     Cultura e arte são mais exibidas em Laongo, uma área de exposição de granitos onde artistas de todo o mundo são convidados a esculpir sobre a rocha.

MúsicaBurkina Faso é o lar de sessenta diferentes grupos étnicos, cada qual com a sua própria variedade de música folk. O país produz pouca música popular comparado com os países limítrofes, que incluem gigantes musicais como a Nigéria e Costa do Marfim.
     A música tradicional de Burkina Faso, entretanto, continuou prosperando apesar da afluência de estilos populares, e a produção cultural e a musical do país permanece bastante diversificada.
     O Hino Nacional de Burkina Faso é “Une Seule Nuit”, escrito por Thomas Sankara. É o hino oficial do país desde 1984, quando o Alto Volta se tornou conhecido como Burkina Faso.
     Existe o Museu Nacional da Música em Ouagadougou. Com uma colecção iniciada apenas em 1998, possui várias centenas de instrumentos musicais únicos.


Principais recursos naturais:
Manganés, calcário, mármore, fosfatos, sal, pedra-pomes e pequenos depósitos de ouro.


Datas comemorativas:
Dia da Independência - 5 de Agosto - Celebra a data da independência, de França, em 1960.



Símbolos nacionais:
Bandeira Nacional;
Brasão de Armas;
Hino Nacional: Une Seule Nuit (“Uma noite apenas”);
Insígnia da Força Aérea de Burkina Faso.

Insígnia da Força Aérea de Burkina Faso



Lema:                                                                                        Capital:
"Unité, Progrès, Justice"                                                       Ouagadougou 
("Unidade, Progresso, Justiça")



Ouagadougou: Memorial aos Heróis Nacionais 



Língua oficial:                                                                    Moeda oficial:
Francês                                                                               Franco CFA da África Ocidental


Tipo de Governo:
República Semi-Presidencialista


Data de admissão como membro da ONU (Organização das Nações Unidas):
20 de Setembro de 1960.


Organizações / Relações internacionais:
  • ONU - Organização das Nações Unidas;
  • MNA - Movimento dos Países Não-Alinhados;
  • OCI - Organização da Conferência Islâmica;
  • UA - União Africana;
  • CEDEAO - Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental;
  • OIF - Organização Internacional da Francofonia;
  • CEN-SAD - Comunidade dos Estados Sahelo-Saharianos;
  • UEMOA - União Económica e Monetária do Oeste Africano;
  • COI - Comité Olímpico Internacional;
  • Grupo dos 77 - Nações em desenvolvimento;
  • IPU - União Inter-Parlamentar;
  • UIC - União Internacional dos Caminhos-de-Ferro;
  • ICDO - Organização Internacional de Protecção Civil;
  • INTERPOL - Organização Internacional de Polícia Criminal;
  • MIGA - Agência Multilateral de Garantia de Investimentos;
  • OIM - Organização Internacional para as Migrações;
  • OMC - Organização Mundial do Comércio;
  • OPCW - Organização para a Proibição de Armas Químicas;
  • PCA - Tribunal Permanente de Arbitragem;
  • WCO - Organização Mundial das Alfândegas;
  • TPI - Tribunal Penal Internacional;
  • IRENA - Agência Internacional para as Energias Renováveis;
  • IUCN - União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais;
  • ANWFZ - Tratado Africano para a Formação de uma Zona Livre de Armas Nucleares;
  • UIHJ - União Internacional dos Oficiais de Justiça;
  • RAMSAR - Convenção sobre as Zonas Húmidas de Importância Internacional;
  • BAD - Banco Africano de Desenvolvimento;
  • WIPO - Organização Mundial da Propriedade Intelectual.


Património Mundial (UNESCO):
  • Ruínas de Loropéni (2009).


Património Oral e Imaterial da Humanidade (UNESCO):
  • As práticas culturais e expressões ligadas ao balafon das comunidades Senufo de Mali, Burkina Faso e Costa do Marfim (2011).

Fonte:
Wikipedia, a enciclopédia livre.