Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Emirados Árabes Unidos


الإمارات العربيّة المتّحدة
Dawlat al-Imārāt al-‘Arabīyah al-Muttaidah
Emirados Árabes Unidos



Brasão de Armas



Bandeira


















Localização:
Ásia, Sudoeste Asiático, Médio Oriente, Península Arábica, Golfo Pérsico.


Origem / Pequeno resumo histórico:
     A habitação humana mais antiga dos Emirados Árabes Unidos data do período neolítico, cerca de 5.500 a.C.. Nesta fase, há provas de interacção com o mundo exterior, em particular com civilizações ao norte. Estes contactos persistiram e tornaram-se abrangentes, provavelmente motivados pelo comércio do cobre nas Montanhas Hajar, que teve início por volta de 3.000 a.C.. O comércio exterior, tema recorrente na história desta região estratégica, floresceu também em períodos posteriores, facilitado pela domesticação do camelo e o fim do segundo milénio a.C..
     Por volta do Século I d.C., o tráfico terrestre entre a Síria e as cidades do sul do Iraque começou, seguido pela viagem marítima ao importante porto de Omana (actualmente, Umm al Qaywayn) e, daí para a Índia, sendo uma alternativa para a rota do Mar Vermelho usada pelos romanos. Pérolas haviam sido exploradas na região durante milénios, mas neste momento, o comércio atingiu novos patamares. Viagens marítimas também foram um esteio e feiras importantes foram feitas em Dibba, trazendo mercadores de regiões longínquas, como por exemplo, a China.
     A chegada dos enviados do profeta Maomé, em 630, anunciava a conversão da religião para o Islão. Após a morte de Maomé, uma das maiores batalhas das Guerras da Apostasia foi travada em Dibba, resultando na derrota dos não-muçulmanos e o triunfo do Islão na Península Arábica.
     A expansão portuguesa ao longo do Oceano Índico, no início do Século XVI, seguindo a rota de exploração do navegador Vasco da Gama, presenciou a batalha dos Turco-otomanos pela costa do Golfo Pérsico. Os portugueses controlaram esta área durante cerca de 150 anos, conquistando assim, os habitantes da Península Arábica. Vasco da Gama foi ajudado por Ahmad Ibn Majid, um navegador e cartógrafo árabe de Julfar, a encontrar a rota das especiarias da Ásia.

     Formados por uma confederação de monarquias árabes com grande autonomia, chamadas emirados, (equivalentes a principados), os Emirados Árabes Unidos estão situados no sudeste da Península Arábica e fazem fronteira com Omã e com a Arábia Saudita.
     Os sete emirados são: Abu Dhabi, Dubai, Sharjah, Ajman, Umm al-Quwain, Ras al-Khaimah e FujairahCada emirado é uma monarquia controlada por uma família real, com uma certa soberania sobre o território regional. Dessas 7 divisões regionais, o Emirado de Abu Dhabi, que cobre 86,7 % da área total do país, é dividido em 3 sub-emirados: o sub-emirado que compreende a cidade de Abu Dhabi, um sub-emirado leste e um sub-emirado oeste. Existe um Supremo Conselho Federal: formado pelos sete emires, que se reúne regularmente 4 vezes ao ano, sendo que os emires de Abu Dhabi e de Dubai têm o poder de veto. A capital e a segunda maior cidade dos Emirados Árabes Unidos é Abu Dhabi. A cidade também é o centro de actividades políticas, industriais e culturais.

     Antes de 1971, os Emirados Árabes Unidos eram conhecidos como Estados da Trégua, em referência a uma trégua, no Século XIX, entre o Reino Unido e vários xeques árabes. O nome Costa Pirata também foi utilizado em referência aos emirados que ocupam a região desde o Século XVIII até ao início do Século XX. O sistema político dos Emirados Árabes Unidos, baseado na Constituição de 1971, dispõe de vários órgãos ligados intrinsecamente. O islamismo é a religião oficial e o idioma árabe a língua oficial.
     Os Emirados Árabes Unidos têm a sexta maior reserva de petróleo do mundo e possuem uma das mais desenvolvidas economias do Oriente Médio. O país tem, actualmente, a trigésima sexta maior economia a taxas de câmbio de mercado do mundo, e é um dos países mais ricos do mundo por produto interno bruto (PIB) per capita, com um PIB nominal per capita de 54 607 dólares, de acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI). O país classifica-se na décima quarta posição em paridade de poder de compra per capita e possui um Índice de Desenvolvimento Humano considerado 'muito elevado', ocupando o 32º lugar.


Cultura:
     Quem visita o Dubai pode sofrer um pequeno choque cultural. Assim como vai conhecer cidadãos do mundo todo, conviverá com cidadãos árabes vestidos com as suas tradicionais dishdashas e abayas. Também há o som das mesquitas no momento da reza, a conversa em árabe nos cafés, o cheiro doce do shisha, a bela e complexa escrita... tudo o que faz parte da cultura quotidiana do Dubai.

Hospitalidade - A vida nos Emirados é bastante centrada na família, sendo o casamento e as crianças a base da sociedade. A hospitalidade tem um papel importante na cultura do Dubai, principalmente para estrangeiros e recém-chegados, embora os cidadãos mais velhos e tradicionais da cidade possam ser mais reservados. Não se surpreenda se for convidado por uma família dos Emirados para uma refeição ligeira, e quando comprar tapetes ou jóias em particular, o seu chá vai chegar quase primeiro que você. É educado aceitar graciosamente as tradições do Dubai, como esta.

Imagens de Dubai, um dos sete Emirados e a cidade
mais populosa dos Emirados Árabes Unidos.

Religião - O islamismo está intrinsecamente interligado à estrutura da sociedade dos Emirados Árabes Unidos. Os muçulmanos acreditam que o Alcorão contém, literalmente, a palavra de Deus, e que ele fornece princípios morais muito específicos para lidar com todas as questões da vida diária. Por isso, o livro é reverenciado com veemência e deve ser tratado com respeito. Embora seja a mais aberta das sociedades árabes na sua cultura, a tradição muçulmana no Dubai não é diferente.
     O Ramadão, mês sagrado para os muçulmanos, é marcado por orações, jejum e caridade. Uma vez que é um país islâmico, a cultura do Dubai não é diferente, e muitos restaurantes e cafés fecham enquanto há luz do dia.
     Os não-muçulmanos não devem comer, beber ou fumar em público, apenas em privado ou em restaurantes de hotéis especialmente fechados.


Principais recursos naturais:
Petróleo, gás natural, alumínio, cimento.


Datas comemorativas:
Dia dos Emirados Árabes Unidos - 2 de Dezembro - Celebra a data da declaração da independência, do Reino Unido, em 1971.



Símbolos nacionais:
Bandeira Nacional;
Brasão de Armas;
Hino Nacional - Tahiat Alalam (A'ishi Biladi ou Ishy Bilady) ("Que a minha Nação viva para a posteridade");
Insígnia da Força Aérea dos Emirados Árabes Unidos (EAU).


Insígnia da Força Aérea dos EAU
Insígnia de baixa visibilidade da
Força Aérea dos EAU


















Lema:
الله , الوطن , الرئيس
Allah, al-Waan, al-Ra'īs - (em árabe: "Alá, Nação, Presidente")



Vista parcial de Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos


Capital:                                                                       Língua oficial:
Abu Dhabi                                                                  Árabe


Moeda oficial:                                                             Tipo de Governo:
Dirham dos Emirados                                               Monarquia Constitucional Parlamentarista


Data de admissão como membro da ONU (Organização das Nações Unidas):
9 de Dezembro de 1971


Organizações / Relações internacionais:

  • ONU - Organização das Nações Unidas;
  • CCG - Conselho de Cooperação do Golfo;
  • COI - Comité Olímpico Internacional;
  • AALCO - Associação Jurídica Consultiva Afro-Asiática;
  • FMA - Fundo Monetário Árabe;
  • Grupo dos 77 - Nações em desenvolvimento;
  • IHO - Organização Hidrográfica Internacional;
  • INTERPOL - Organização Internacional de Polícia Criminal;
  • IPU - União Inter-Parlamentar;
  • IRENA - Agência Internacional para as Energias Renováveis;
  • IRU - União Internacional de Transportes Rodoviários;
  • IUCN - União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais;
  • LEA - Liga dos Estados Árabes;
  • MIGA - Agência Multilateral de Garantia de Investimentos;
  • MNA - Movimento dos Países Não-Alinhados;
  • OCI - Organização da Conferência Islâmica;
  • ICDO - Organização Internacional de Protecção Civil;
  • OMC - Organização Mundial do Comércio;
  • OPAEP - Organização dos Países Árabes Exportadores de Petróleo;
  • OPEP - Organização dos Países Exportadores de Petróleo;
  • OPCW - Organização para a Proibição de Armas Químicas;
  • PCA - Tribunal Permanente de Arbitragem;
  • PSIWMD - Iniciativa de Segurança contra a Proliferação de Armas de Destruição Maciça;
  • UIC - União Internacional dos Caminhos-de-Ferro;
  • UIHJ - União Internacional dos Oficiais de Justiça (Dubai);
  • WCO - Organização Mundial das Alfândegas;
  • RAMSAR - Convenção sobre as Zonas Húmidas de Importância Internacional;
  • WIPO - Organização Mundial da Propriedade Intelectual.


Património Mundial (UNESCO):

  • Sítios Culturais de Al Ain (Hafit, Hili, Bida a Bint Saud e os oásis) (2011)

Vista parcial de Al Ain (UNESCO)


Património Oral e Imaterial da Humanidade (UNESCO):

  • Al Sadu, a habilidade da tecelagem tradicional nos Emirados Árabes Unidos (2011);
  • A Falcoaria, uma herança humana viva (2012) (partilhado com mais 12 países);
  • Al-Taghrooda, a poesia tradicional cantada dos Beduínos dos Emirados Árabes Unidos e do Sultanato de Omã (2012).


Fontes:
Wikipedia, a enciclopédia livre;
Extracto de texto sobre a cultura no Dubai: Cortesia de emirates.com.