Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Fournier RF-10

Imagem 1

FOURNIER RF-10

Quantidade: 4
Utilizador: Força Aérea
Entrada ao serviço: Dezembro de 1984
Data de abate: 1994


Dados técnicos:

a)       Tipo de Aeronave
Moto-planador terrestre, de trem de aterragem convencional retráctil, com roda de cauda, mono-plano de asa baixa,  revestimento metálico, dois lugares com cobertura transparente, destinado a actividades desportivas.
Tripulação: 2 (piloto-instrutor e aluno).
b)       Construtor
Avions René Fournier / França.
Sob licença:          Aerostructure / França;
                               Coparavia, AS / Espanha;
                               Desconhecido / Brasil.
c)       Motopropulsor
Motor: 1 motor Limbach L200 E 01, de 80 hp.
Hélice: Metálico, de duas pás, de três posições (passo fino, passo grosso e bandeira).
d)       Dimensões
                Envergadura …………...........17,47 m
                Comprimento…..………….......7,89 m
                Altura………….…………….....1,93 m
                Área alar ……….……..........18,70 m²
e)       Pesos
                Peso vazio……………..………570 kg
                Peso máximo………………….770 kg
f)        Performances
                Velocidade máxima …………..…245 Km/h
                Velocidade de cruzeiro …………200 Km/h
                Tecto de serviço …………...desconhecido
                Raio de acção com motor ligado.....…1.300 Km
g)      Armamento
Sem armamento.
h)      Capacidade de transporte
Nenhuma.



Imagem 2
Resumo histórico:
     Os planadores Fournier tiveram muita divulgação na década de setenta. Os moto-planadores combinam as características dos pequenos aviões desportivos com as de planador. Isso permite-lhes explorar correntes térmicas, orográficas ou ondulatórias onde quer que elas se encontrem, aproveitando-as com o motor parado.
     O Fournier RF-10 foi considerado um dos melhores moto-planadores do Mundo, tendo sido bastante utilizado como complemento à instrução de pilotos.
     A possibilidade de utilização do motor simplifica a sua operação, uma vez que dispensa o avião de reboque. Além disso, uma vez que o motor pode ser colocado em funcionamento um qualquer fase do voo, a operação torna-se muito segura.
     Embora o construtor francês tivesse encerrado a produção em 1985, os RF-10 continuaram a ser produzidos no Brasil.


Percurso em Portugal:
     A Força Aérea Portuguesa (FAP) adquiriu em França quatro moto-planadores Fournier RF-10, que chegaram a Portugal entre Dezembro de 1984 e Março de 1985.
     Foram matriculados com os números 1201 a 1204, que correspondem aos números de construção 6, 7, 12 e 13, respectivamente.
     As quatro aeronaves foram entregues à Esquadrilha de Voo, actual Esquadra 802, do Centro de Actividades Aéreas (CAA) da Academia da Força Aérea (AFA), na Granja do Marquês, Sintra, destinados ao treino dos cadetes do curso de pilotagem. Para a operação, utilizaram as instalações da Base Aérea Nº 1 (BA1), também na Granja do Marquês.
     O 1204 ficou destruído num acidente ocorrido no dia 29 de Março de 1985, durante uma aterragem na Base Aérea Nº 3 (BA3), Tancos, do qual resultou a morte dos dois tripulantes.
     O encerramento da fábrica em 1985 veio dificultar a aquisição de sobressalentes, o que muito afectou a prontidão da frota.
Em 1993 as matrículas foram alteradas para 11201 a 11204.

Imagem 3: Emblema da
Esquadra 802, AFA.
     Os RF-10 estavam pintados de branco (FS 17.925), com as pontas das asas e a superfície superior do estabilizador horizontal em vermelho fluorescente (MIL-P-21.563) e com um estreito filete azul (FS 86.076) ao longo da fuselagem. A Cruz de Cristo, sobre círculo branco inserido em coroa circular azul (FS 86.076), foi colocada no intradorso da asa direita, no extra-dorso da asa esquerda e em ambos os lados da fuselagem, aqui sobrepondo-se ao filete ao longo da fuselagem. O rectângulo com as cores nacionais encontrava-se em ambos os lados do estabilizador vertical. Os números de matrícula, em preto (FS 17.038), estavam colocados em ambos os lados das asas, alternando com a insígnia, e também no estabilizador vertical, por cima do rectângulo da bandeira nacional. O distintivo da AFA foi colocado no estabilizador vertical, abaixo da bandeira nacional.

Os Fournier RF-10 foram retirados do serviço em 1994.


Fontes:
  • Imagem 1: FAP / AHFA - Força Aérea Portuguesa / Arquivo Histórico da Força Aérea;
  • Imagem 2: Cortesia de Aircraft/RF10;
  • Imagem 3: Colecção Altimagem;
  • Texto: "Aeronaves Militares Portuguesas no Século XX" - Adelino Cardoso - Edição ESSENCIAL, Lisboa, 2000.

Sem comentários :

Enviar um comentário