Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Gana

Republic of Ghana
República do Gana



Bandeira



Brasão de Armas





















Localização:
África, África Ocidental, África Subsariana.


Origem / Pequeno resumo histórico:
     A história do Gana anteriormente à chegada dos europeus deriva essencialmente da tradição oral, que refere as migrações dos antigos reinos do Sahel, hoje regiões da Mauritânia e do Mali.
     As mais antigas notícias escritas referentes às culturas ao sul do deserto do Sahara provém de fontes islâmicas, de autores quase todos radicados na península Ibérica, cujos textos circularam pela Europa ainda na Idade Média. Entre eles destaca-se Abu Ubayd al-Bakri, filólogo, poeta, geógrafo, historiador e erudito religioso, que viveu em Córdoba, Almeria e Sevilha, onde veio a falecer em 1094. Embora nunca se tenha deslocado ao sul do Sahara, conversou com viajantes e comerciantes, consultou inúmeras obras de geógrafos muçulmanos elaborando a obra "Descrição da África" (1087), principal fonte para a história da região até ao último quartel do Século XV.
     O primeiro contacto de Gana com os europeus datam do ano de 1470, quando um grupo de portugueses desembarcaram e começaram a negociar com o Rei de "Elmina".
     Em 1482 os portugueses construíram o Castelo de São Jorge da Mina, tornando-o numa importante feitoria permanente. Em 1557 a 1578, os portugueses dominaram até à região de Acra.  
     Durante os três séculos seguintes, os ingleses, portugueses, suecos, dinamarqueses, holandeses e alemães controlaram várias partes da costa de Gana, naquele tempo chamada de Costa do Ouro. Os portugueses perderam grande parte da área que controlavam (incorporada na Costa do Ouro Portuguesa) em 1642, através da cedência aos holandeses.
     No início do Século XIX, os ingleses conseguiram dominar toda a Costa do Ouro, tornando-a numa colónia, afastando todos os concorrentes europeus e derrotando os reinos nativos (localizados no interior do país).
     O país foi renomeado para Gana na sequência da sua independência em 1957 devido às indicações que os actuais habitantes descendem de emigrantes que se movimentaram para Sul do Império Gana.
     Uma das partes interessantes da história do Gana é o regresso de libertos afro-brasileiros, formando uma comunidade chamada Tabom, que inicialmente estabeleceu-se na capital, Acra, no bairro de Jamestown.


Cultura:
     Talvez a mais visível (e vendável) contribuição cultural de Gana seja o tecido conhecido como kente, que é amplamente reconhecido por suas cores e simbolismo. O kente é executado por habilidosos tecelões ganeses, e os principais centros de tecelagem situam-se à volta da cidade de Kumasi (Bonwire é conhecida como a terra do kente, apesar de algumas áreas da região do rio Volta também reclamarem o título).
     Ali se encontram vários tecelões produzindo longas peças de kente. Estas peças podem ser costuradas juntas para formarem os grandes turbantes que são usados por alguns ganeses (especialmente chefes) e são comprados por turistas em Acra e Kumasi.
     Após a independência, a música do Gana floresceu, particularmente um estilo dançante chamado Highlife, que é muito tocado nos bares e clubes do país. Muitos ganeses são adeptos da percussão, e é comum tocarem tambores em eventos sociais.


Principais recursos naturais:
Ouro, madeira, bauxita, alumínio, manganés e diamantes. Petróleo (em pequena quantidade).


Datas comemorativas:
Dia da Independência - 6 de Março - Celebra a data da independência, do Reino Unido, em 1957.



Símbolos nacionais:
Bandeira Nacional;
Brasão de Armas;
Hino Nacional – "God Bless Our Homeland Ghana" ("Deus Abençoe Nossa Pátria Gana");
Insígnia da Força Aérea do Gana.

Insígnia da Força Aérea do Gana


Lema:
"Freedom and Justice" ("Liberdade e justiça")


Capital:                                                           Língua oficial:
Acra                                                                Inglês


Arco da Independência em Acra, capital do Gana


Moeda oficial:                                                 Tipo de Governo:
Cedi do Gana (GHS)                                       República presidencialista


Data de admissão como membro da ONU (Organização das Nações Unidas):
8 de Março de 1957


Organizações / Relações internacionais:

  • ONU - Organização das Nações Unidas;
  • CEDEAO - Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental;
  • AALCO - Associação Jurídica Consultiva Afro-Asiática;
  • ICDO - Organização Internacional de Protecção Civil;
  • CEN-SAD - Comunidade dos Estados Sahelo-Saharianos;
  • COI - Comité Olímpico Internacional;
  • Commonwealth of Nations - Comunidade das Nações;
  • Grupo dos 77 - Nações em desenvolvimento;
  • ICO - Organização Internacional do Café;
  • INTERPOL - Organização Internacional de Polícia Criminal;
  • IPU - União Inter-Parlamentar;
  • IRENA - Agência Internacional para as Energias Renováveis;
  • IUCN - União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais;
  • MIGA - Agência Multilateral de Garantia de Investimentos;
  • MNA - Movimento dos Países Não-Alinhados;
  • OIM - Organização Internacional para as Migrações;
  • OMC - Organização Mundial do Comércio;
  • OPCW - Organização para a Proibição de Armas Químicas;
  • TPI - Tribunal Penal Internacional;
  • UA - União Africana;
  • WAMZ - Zona Monetária do Oeste Africano;
  • WCO - Organização Mundial das Alfândegas;
  • ZPCAS - Zona de Paz e Cooperação do Atlântico Sul;
  • ANWFZ - Tratado Africano para a Formação de uma Zona Livre de Armas Nucleares.


Património Mundial (UNESCO):

  • Fortalezas e Castelos das regiões Volta, Greater Accra, Central e Oeste (12 monumentos) (1979);
  • Edifícios Tradicionais da Civilização Ashanti (1980).

Castelo de Cape Coast (UNESCO)


Fonte:
Wikipedia, a enciclopédia livre.

Sem comentários :

Enviar um comentário