Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Dia Internacional de Solidariedade com os Membros da ONU Detidos e Desaparecidos





     O Dia Internacional de Solidariedade com os Membros da ONU Detidos e Desaparecido é celebrado todos os anos no dia 25 de Março.


     O Dia Internacional de Solidariedade com os Membros da ONU Detidos e Desaparecidos (ou Dia Internacional de Solidariedade com os Membros do Pessoal Detidos e Desaparecidos) pretende chamar a atenção da comunidade internacional para os riscos que os funcionários das Nações Unidas e os Capacetes Azuis, os membros das organizações não governamentais e a imprensa enfrentam, diariamente, em todo o mundo.


Origem:
     Este dia marca o aniversário do sequestro de Alec Collet em 1985, quando se encontrava no seu carro perto do aeroporto de Beirute. Alec Collet, antigo director de um Centro de Informação das Nações Unidas e jornalista, estava destacado junto do Organismo de Obras Públicas e de Socorro aos Refugiados da Palestina no Próximo Oriente (UNRWA), no Líbano. O seu corpo foi encontrado apenas em 2009, no mesmo país. O seu caso continua por resolver.
     O pessoal humanitário recrutado localmente e os funcionários das Nações Unidas são os alvos mais vulneráveis e representam a maioria das vítimas de incidentes ligados à segurança. No entanto, qualquer pessoa que está ao serviço das Nações Unidas é uma potencial vítima, como demonstram as recentes tomadas de reféns na Nigéria e no Paquistão.

     Cento e cinco Estados-membros ainda não ratificaram a Convenção sobre Segurança do Pessoal das Nações Unidas e Pessoal Associado, adoptada em 1994. Somente 16 Estados-membros ratificaram o Protocolo Facultativo à Convenção, adoptado em 2005, o que impede este importante instrumento de entrar em vigor. As Convenções de Genebra e o Estatuto Internacional do Tribunal Penal Internacional fazem também parte do regime jurídico pertinente.


Fonte:
ONU / UNESCO.