Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Dia Mundial de Luta Contra a Tuberculose



O Dia Mundial de Luta Contra a Tuberculose assinala-se anualmente no dia 24 de Março.


Origem:
     O Dia Mundial de Luta Contra a Tuberculose ou Dia Mundial da Tuberculose, foi lançado em 1982 pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pela União Internacional Contra Tuberculose e Doenças Pulmonares.
     A data foi criada em homenagem aos 100 anos do anúncio da descoberta do bacilo causador da tuberculose, em 24 de Março de 1882, pelo médico alemão Robert Koch. Este foi um grande passo na luta pelo controle e eliminação da doença que, na época, vitimou grande parcela da população mundial e hoje persiste com 8 milhões de doentes e 3 milhões de mortes anuais.


Quem foi Robert Koch:
Robert Koch (c. 1900), foto de Wilhelm Fechner
     Heinrich Hermann Robert Koch (1843-1910) foi um médico, patologista e bacteriologista alemão. Foi um dos fundadores da microbiologia e um dos principais responsáveis pela actual compreensão da epidemiologia das doenças transmissíveis.
     As suas principais contribuições para a ciência médica incluem a descoberta e descrição do agente do carbúnculo e do seu ciclo, a etiologia da infecção traumática, os métodos de fixação e coloração de bactérias para estudo no microscópio, com a respectiva identificação e classificação, e a descoberta, em 1882, do bacilo da tuberculose (o Bacilo de Koch).
     O seu primeiro artigo sobre esta descoberta contém a primeira declaração do que veio a ser conhecido pelos Postulados de Koch.

     A Robert Koch se deve também a descoberta, em 1883, do vibrio cholerae, o agente causador da Cólera.

Recebeu o Prémio Nobel de Fisiologia / Medicina em 1905.


A Tuberculose:
     Segundo estimativas da OMS - Organização Mundial de Saúde, um terço da população mundial está infectada pelo Mycobacterium tuberculosis e em risco de desenvolver a doença. Há cerca de 8,8 milhões de doentes e 1,1 milhões de mortes por ano no mundo.

     Em Portugal, em 2011, foram diagnosticados 2388 casos de Tuberculose, incluindo casos novos e retratamentos, dos quais 2016 são nacionais e 372 (16,6%) são estrangeiros. A incidência dos casos novos foi de 2231, ou seja, 21/100.000 habitantes. Isto representa uma redução de 9,6% relativamente à taxa de incidência definitiva em 2010, dando continuidade à evolução para uma diminuição consistente desde 2002.

     É uma tendência que coloca o país numa situação mediana relativamente à taxa média de decréscimo nos países da UE, fazendo-o convergir para a média europeia e aproximando-o da fasquia dos 20 casos por 100 mil habitantes, limite que define os países de baixa incidência. Por enquanto, Portugal continua entre os países de incidência intermédia, o único na Europa Ocidental. (Figura 2).

Taxa de incidência nos Países da UE em 2010. Valores são de X por 100.000 habitantes.


     Cada paciente com tuberculose pulmonar que não se trata, pode infectar em média 10 a 15 pessoas por ano. Alguns factores contribuem para a disseminação da doença, tais como a pobreza e má distribuição de rendimentos, a SIDA, a desnutrição, as más condições sanitárias e a alta densidade populacional.
     A tuberculose é uma doença infecto-contagiosa que afecta principalmente os pulmões, mas também pode acometer órgãos como ossos, rins e meninges (membranas que envolvem o cérebro).
     Pessoas com SIDA, diabetes, insuficiência renal crónica, desnutridas, idosos doentes, alcoólicos, dependentes de drogas e fumadores são mais propensos a contrair esta doença.


Fonte:
Wikipédia, a enciclopédia livre.