Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Honduras

República de Honduras
República das Honduras


Brasão de Armas


Bandeira


















Localização:
América, América Central, América Latina.


Origem / Pequeno resumo histórico:
Etimologia – A palavra Honduras vem do espanhol e significa "profundezas", em referência às águas profundas no litoral sul do país.

História – Durante o I milénio d.C., a parte ocidental das Honduras constituiu o extremo sudeste da grande civilização maia, cujo alto grau de desenvolvimento é demonstrado pelas ruínas de Copán.
     O actual país das Honduras foi descoberto no ano de 1500, por Cristóvão Colombo, durante a sua quarta viagem. Colombo encontrou um território marcado pela presença da civilização maia, e só após um período de guerra contra os índios (1523-1539) é que os Espanhóis conseguiram assegurar o controle da colónia, que, a partir de 1570, passou a estar sob a administração geral da Guatemala (também colónia espanhola).
     Com a independência da Espanha, em 1821, tornou-se parte do império de Augustín de Iturbide.
     Em 5 de Novembro de 1838 as Honduras proclamou-se Estado soberano e independente e, no início do ano seguinte uma assembleia constituinte aprovou sua primeira Constituição.
     A situação de Estado independente data de quando a união se rompeu e uma ininterrupta sucessão de caudilhos dominou o país no restante do Século XIX. Os ditadores liberais que dominaram o país entre o final do Século XIX e o início do Século XX, voltaram a atenção para a necessidade do aumento das exportações.

Cataratas de Pulhapanzak, Honduras (foto de Chrishonduras)

Cultura:
     Honduras é um país multi-étnico e multi-cultural. Esta diversidade á volta do ambiente natural e humano das Honduras tem contribuído para o surgimento de diversas formas de expressão em diferentes áreas artísticas, manifestações tradicionais e contemporáneas.
     Nas Honduras existem 1.496 eventos culturais espalhados por 200 municípios em 18 departamentos. Estes são divididos em manifestações tradicionais e manifestações contemporâneas, alimentadas por contribuições de grupos indígenas e pelo povo Garifuna.
     No território hondurenho encontram-se as ruínas maias de Copán, cujos magníficos monumentos, decorados com grandes figuras esculpidas, evocam a grandeza daquela civilização centro-americana. A arquitectura colonial é típica do barroco espanhol.

Artes plásticas - A pintura das Honduras foi fortemente influenciada pela herança espanhola. Os artistas mais importantes no Século XX foram os pintores de paisagens Carlos Garay e Antonio Velásquez.

Literatura - A primeira personalidade a destacar-se nas letras hondurenhas foi José Cecilio del Valle, polígrafo de conhecimentos enciclopédicos e que dedicou a vida à causa da unificação da América Central. A poesia romântica surgiu modestamente com Manuel Molina Vigil, mas o tradicionalismo literário sobreviveu até ao Século XX com Luis Andrés Zúñiga, cujas "Fábulas" (1917) foram reeditadas várias vezes.
     O período modernista revelou a poesia de Juan Ramón Molina, o maior poeta hondurenho, que recebeu forte influência de Rubén Darío. A edição de suas poesias no volume “Tierra, mares y cielos” (1911) deve-se a Froilán Turcios, também ele modernista, autor de contos e romances fantásticos em estilo rebuscado. O nome mais famoso da literatura das Honduras é Rafael Heliodor Valle, historiador, poeta e jornalista. Destacam-se ainda Arturo Mejía Nieto, Claudio Barrera, que recebeu influência de César Vallejo, Pablo Neruda, e Roberto Sosa, o “poeta de Los Pobres”.

Basílica da Virgem de Suyapa, Tegucigalpa. (foto de Marduk)

Religião – Excluindo o Vaticano, as Honduras é o país com maior percentagem de católicos no mundo, 97%, mas não em quantidade.

Desporto - O desporto mais popular nas Honduras é o futebol. O maior feito do país foi conseguir a classificação para o Campeonato do Mundo de Futebol nas edições de 1982, 2010 e 2014.


Principais recursos naturais:
Madeira, ouro, prata, cobre, chumbo, zinco, minério de ferro, antimónio, carvão e energia hidroeléctrica.


Datas comemorativas:
Dia da Bandeira - 1 de Setembro - Dia da Bandeira Nacional das Honduras, símbolo da pátria;


Dia da Independência - 15 de Setembro - Celebra a data da Independência, do Império Espanhol, em 1821.


Símbolos nacionais:
Bandeira Nacional;
Brasão de Armas;
Hino Nacional das Honduras;
Araracanga ou Arara-Macau;
Pinheiro;
Cariacu ou veado de cauda branca;
Rhyncholaelia digbyana (espécie de Orquídea das Honduras);
Insígnia da Força Aérea das Honduras.

Araracanga
Cariacu
Pinheiro


Orquídea das Honduras
Insígnia da Força Aérea das Honduras










Lema:
«Libre, soberana e independiente» (“Livre, Soberana e Independente”)




Imagens de Tegucigalpa, capital das Honduras


Capital:                                                           Língua oficial:
Tegucigalpa                                                     Espanhol


Moeda oficial:                                                 Tipo de Governo:
Lempira (HNL)                                               República presidencialista


Data de admissão como membro da ONU (Organização das Nações Unidas):
17 de Dezembro de 1945.


Organizações / Relações internacionais:
  • ONU - Organização das Nações Unidas;
  • AEC - Associação dos Estados das Caraíbas;
  • ACHR - Convenção Americana para os Direitos Humanos;
  • BCIE - Banco Centro-Americano de Integração Económica;
  • CELAC - Comunidade dos Estados Latino-Americanos e das Caraíbas;
  • CI-A - Conferência Ibero-Americana;
  • CIDH - Tribunal Inter-Americano de Direitos Humanos;
  • CLAD- Centro Latino-Americano de Administração para o Desenvolvimento;
  • COI - Comité Olímpico Internacional;
  • CONVENÇÃO DE RAMSAR - Convenção sobre as Zonas Húmidas de Importância Internacional;
  • FPIA - Fórum Parlamentar Ibero Americano;
  • Grupo dos 77 - Nações em desenvolvimento;
  • GR - Grupo do Rio;
  • ICO - Organização Internacional do Café;
  • INTERPOL - Organização Internacional de Polícia Criminal;
  • IPU - União Inter-Parlamentar;
  • IRENA - Agência Internacional para as Energias Renováveis;
  • IUCN - União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais;
  • MCCA - Mercado Comum Centro-Americano;
  • MIGA - Agência Multilateral de Garantia de Investimentos;
  • MNA - Movimento dos Países Não-Alinhados;
  • ODECA - Organização de Estados Centro Americanos;
  • OEA - Organização dos Estados Americanos;
  • OEI - Organização dos Estados Ibero-Americanos para a Educação, Ciência e Cultura;
  • OIM - Organização Internacional para as Migrações;
  • OLADE - Organização Latino-Americana de Energia;
  • OMC - Organização Mundial do Comércio;
  • OPCW - Organização para a Proibição de Armas Químicas;
  • PCA - Tribunal Permanente de Arbitragem;
  • PETROCARIBE - União do Petróleo do Caribe;
  • PSIWMD - Iniciativa de Segurança contra a Proliferação de Armas de Destruição Maciça;
  • SICA - Sistema de Integração Centro Americana;
  • TPI - Tribunal Penal Internacional;
  • UL - União Latina;
  • WCO - Organização Mundial das Alfândegas.

Património Mundial (UNESCO):
  • Sítio Maia de Cópan (1980);
  • Reserva da Biosfera do Rio Plátano (1982) Património Mundial em Perigo desde 2011.
Sítio Maia de Cópan (UNESCO)

Património Oral e Imaterial da Humanidade (UNESCO):
  • Língua, dança e música dos Garifuna (2001) (partilhado com Belize e Nicarágua) - Os Garifuna são um povo descendente de escravos nigerianos naufragados na ilha de São Vicente miscigenados com nativos das caraíbas. Mais tarde, os Garifuna mudaram-se para a América Central, sendo mais numerosos no Belize. A música e dança dos Garifuna combinam elementos africanos e indígenas. A língua dos Garifuna é considerada como sendo do grupo arawak.

Fonte:
Wikipedia, a enciclopédia livre.