Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

A Apresentação de Jesus no Templo na Pintura Universal

Imagem da mais antiga "Apresentação de Jesus no Templo", do Século I, de autor anónimo,
incluída no manuscrito iluminado Menológico de Basílio II, Biblioteca do Vaticano, Cidade do Vaticano.



     A Apresentação de Jesus no Templo é uma denominação convencional de um episódio evangélico e tema iconográfico relativamente frequente na Arte Cristã.
     Refere-se à apresentação de Jesus Cristo no Templo de Jerusalém pelos seus pais. É narrado por Lucas Evangelista, no Novo Testamento (Lucas 2; 22-39).
     Na Igreja Ortodoxa e em algumas Igrejas Católicas Orientais, esta é uma das doze Grandes Festas.
     A Igreja Bizantina converteu este dia numa festa solene muito importante.
     Na Igreja Católica Apostólica Romana, a Apresentação de Jesus no Templo é o quarto Mistério Gozoso do Santo Rosário. Com a reforma litúrgica do Concílio Vaticano II, esta festividade tem sido referida como a “Festa da Apresentação do Senhor”, que é comemorada no dia 2 de Fevereiro de cada ano. Pela associação de actos e simbolismos, celebra-se no mesmo dia da Purificação da Virgem, também chamado Festa das Candeias ou da Virgem da Candelária.
     Daí a razão porque pode tomar outros nomes, como “Dia de Nossa Senhora das Candeias”, ou ”Festa da Candelária”, ou “Festa da Purificação da Virgem Maria”.




"Apresentação de Jesus no Templo", 1304 / 1306, fresco do pintor italiano Giotto di Bondone (1266/7-1337),
Capela dos Scrovegni, Pádua, Itália.

     Tanto na arte como no calendário litúrgico a Festa da Apresentação do Senhor tem uma origem anterior: a circuncisão de Jesus, operação ritual prescrita na religião judaica, e que um foi feito a Jesus no oitavo dia de nascimento (comemorado a 1 de Janeiro).
     A apresentação no Templo teve lugar mais tarde, quando se cumpriram os dias da purificação, 40 dias após o parto, quando se deu a Purificação da Virgem Maria, a fim de cumprir a exigência da Lei do Antigo Testamento (Lev. 12: 1-8). Esta data tem lugar exactamente no dia 2 de Fevereiro.

"Apresentação de Jesus no Templo", 1440, pintura do pintor italiano Giovanni di Paolo (1403-1482),
Metropolitan Museum of Art, Nova Iorque, Estados Unidos da América.

Na passagem deste dia recordo o tema central da Apresentação de Jesus no Templo, materializado em telas de grandes nomes da pintura universal. Destacam-se os seguintes (associados por períodos / épocas ou correntes da História da Pintura. A negrito, os autores dos quadros aqui representados):

"Apresentação no Templo", 1460, têmpera sobre madeira do pintor italiano Giovanni Bellini (c.1433-1516),
Fundação Querini Stampalia, Veneza, Itália.

"Apresentação de Jesus no Templo", 1465/66, têmpera sobre madeira do pintor italiano Andrea Mantegna (c.1431-1506),
Museu de Arte Gemäldegalerie, Berlim, Alemanha.


"Apresentação de Jesus no Templo", 1529,
óleo sobre tela do pintor italiano
Girolamo Romanino (c.1485-c.1566),
Pinacoteca de Brera, Milão, Itália.
1. PINTURA MEDIEVAL
1a - Gótico (Séc.XII  -  Séc.XVI)):
Guido da Siena (c.1230-c.1290), italiano;
Giotto di Bondone (1266/7 - 1337), italiano;
Fra Angelico (1387-1455), italiano;
Hans Memling (c.1430/40-1494), alemão;
Hans Holbein, o Velho (1460-1524), alemão.




2. IDADE MODERNA
2a - Renascimento (Séc.XV  -  Séc.XVI):
Fra Angelico (1387-1455), italiano;
Giovanni di Paolo (1403-1482), italiano;
Benozzo Gozzoli (c.1420-1497), italiano;
Andrea Mantegna (c.1431-1506), italiano;
Giovanni Bellini (c.1433-1516), italiano;
Hans Holbein, o Velho (1460-1524), alemão;
Vittore Carpaccio (1466-1525), italiano;
Fra Bartolomeo (1473-1517), italiano;
Benvenuto Tisi da Garofalo (1476 ou 1481-1559), italiano;
Lorenzo Lotto (1480-156), italiano;
"Apresentação de Cristo no Templo", 1500/1, têmpera
e óleo sobre madeira do pintor alemão Hans Holbein,
(1460-1524), Museu Kunsthalle, Hamburgo, Alemanha.
Raffaello Sanzio (1483-1520), italiano;
Girolamo Romanino (1485-1566), italiano;
Jan van Scorel (1495-1562), holandês;
Luis de Vargas (c.1505-1567), espanhol.






2b - Maneirismo (Séc.XVI  -  Séc.XVII):
Luis de Morales (1512-1586), espanhol;
Tintoretto (1518-1594), italiano;
Francesco Bassano, o Jovem (1549-1592), italiano.





"A ablução", 1560, óleo sobre madeira do pintor
espanhol Luis de Vargas (c.1505-1567), Museu
de Artes de Sevilha, Espanha.
2c - Barroco (Séc.XVII  -  Séc.XVIII):
Ludovico Carracci (1555-1619), italiano;
Caravaggio (1571-1610), italiano;
Guido Reni (1575-1642), italiano;
Peter Paul Rubens (1577-1640), flamengo;
Simon Vouet (1590-1649), francês;
José de Ribera (1591-1652), espanhol;
Philippe de Champaigne (1602-1674), francês;
Rembrandt (1606-1669), holandês;
Gerbrand van den Eeckhout (1621-1674), holandês;
Andrea Celesti (1637-1712), italiano;
Aert de Gelder (1645-1727), holandês;
Cristóbal Hernández de Quintana (1651-1725), espanhol;
Hyacinthe Rigaud (1659-1743), francês;
Miguel Jacinto Meléndez (1679-1734), espanhol;
Pieter-Jozef Verhaghen (1728-1811), flamengo.








3. PINTURA CONTEMPORÂNEA
3a - Época Victoriana (1837  -  1901):
Jacques-Joseph Tissot, pseudónimo de James Tissot (1836-1902), francês;



"Apresentação no Templo", 1516, óleo sobre madeira do pintor italiano Fra Bartolomeo (1473-1517),
Museu de História da Arte de Viena, Áustria.

"Apresentação de Jesus no Templo", 1560 / 1568, óleo sobre tela do pintor espanhol Luis de Morales (1512-1586),
Museu do Prado, Madrid, Espanha.

"Apresentação no Templo", 1640/41, óleo sobre tela do pintor francês Simon Vouet (1590-1649),
Museu do Louvre, Paris, França.

"Canto de Louvor de Simeão", 1631, óleo sobre madeira do pintor holandês Rembrandt (1606-1669),
Museu Mauritshuis, Haia, Holanda.


"Canto de Louvor de Simeão", c.1700/10, óleo sobre tela do pintor holandês Aert de Gelder (1645-1727), 
Museu Mauritshuis, Haia, Holanda.  


"Apresentação de Jesus no Templo", 1767, óleo sobre tela do pintor flamengo Pieter-Josef Verhaghen (1728-1811),
Museu de Belas Artes de Gand, Bélgica.


"Apresentação de Jesus no Templo", 1886/94, aguarela opaca sobre grafite e papel tecido de cinza do pintor
francês James Tissot (1836-1902), Museu Brooklyn, Nova Iorque, Estados Unidos.

"Apresentação de Jesus no Templo", 1440/42, fresco do pintor italiano Fra Angelico (1387-1455),
Museu Nacional de São Marcos, Florença, Itália.

"Apresentação de Jesus no Templo", 1743, do pintor francês Hyacinthe Rigaud (1659-1743),
Museu do Louvre, Paris, França.



"Apresentação de Jesus no Templo", 1270, têmpera sobre madeira do pintor italiano Guido da Siena (c.1230-c.1290),
Museu do Louvre, Paris, França.



"Apresentação no Templo", 1530/40, do pintor holandês Jan van Scorel (1495-1562),
Museu de História da Arte, Viena, Áustria.


"Apresentação de Jesus no Templo", c.1710, óleo sobre tela do pintor italiano Andrea Celesti (1637-1712),
Igreja de São Zacarias, Veneza, Itália.



"Apresentação de Jesus no Templo", 1510, têmpera sobre madeira do pintor italiano Vittore Carpaccio (1466-1525),
Academia de Belas Artes de Veneza, Itália.


Sem comentários :

Enviar um comentário