Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

África do Sul

Republiek van Suid-Afrika
Republic of South Africa
iRiphabliki yeSewula Afrika
iRiphabliki yomZantsi Afrika
iRiphabhuliki yaseNingizimu Afrika
iRiphabhulikhi yeNingizimu Afrika
Repabliki ya Afrika-Borwa
Rephaboliki ya Afrika Borwa
Rephaboliki ya Aforika Borwa
Riphabliki ra Afrika Dzonga
Riphabuiki ya Afurika Tshipembe
República da África do Sul


Bandeira
Brasão de Armas


















Localização geográfica:
África, África Austral, África Subsariana, Nação transcontinental.
País mega-diverso (faz parte do conjunto de países que albergam o maior índice de biodiversidade da Terra).


Origem:
     Nesta região foram encontrados fósseis que permitem considerá-la como o “berço da humanidade”, entre os quais os mais importantes são "Mrs. Ples", um esqueleto quase completo de um Australopithecus africanus com 2,3 a 2,8 milhões de anos de idade e, mais recentemente, "Little Foot", outro exemplar, também considerado uma espécie de Australopithecus, mas este com mais de 3 milhões de anos.
     Diversos sítios fósseis, como Sterkfontein, Swartkrans e Kromdraai, atestam uma ocupação humana bastante antiga. Os habitantes originais da região eram os povos Khoisan.


Cronologia histórica:

1488 Entre fins de Janeiro e início de Fevereiro: O navegador português Bartolomeu Dias (1450-1500)é o primeiro europeu a atingir o actual território da África do Sul, aportando à Ilha Robben, que passa a ser usada como posto de reabastecimento no caminho marítimo para a Índia.
1591 – Um grupo de Khoikhoi dirige um ataque frustrado aos europeus na Ilha Robben, o primeiro contra os colonizadores europeus
1652 (6 de Abril) – Jan van Riebeeck, da Companhia Holandesa das Índias Orientais, cria a Colónia Holandesa do Cabo com a fundação da Cidade do Cabo.
1654 – A Companhia Holandesa das Índias Orientais deporta para o Cabo líderes muçulmanos e opositores da colonização holandesa da actual Indonésia: este evento marca o início do grupo étnico dos malaios do Cabo e a chegada do Islão à África Austral.
1795Napoleão ocupa as Sete Províncias dos Países Baixos; em consequência, os ingleses ocupam a Colónia Holandesa do Cabo.
1803 – A Inglaterra devolve a Colónia do Cabo à República Batávia.
1806Batalha de Blauberg: os ingleses ocupam definitivamente a Colónia do Cabo aos holandeses, transformando a futura Cidade do Cabo numa colónia inglesa.
1899-1902 – As duas Guerras dos Boers estabelecem o domínio militar e político dos ingleses sobre os bôeres.
1910 (31 de Maio) – É fundada a União da África do Sul, como um domínio do Império Britânico, juntando a Colónia do Cabo, a Colónia do Natal, a Colónia do Rio Orange e o Transvaal. A única língua oficial é a inglesa, e os negros não têm direito de voto. Na mesma data Hebert John Gladstone toma posse como o primeiro Governador-geral, e Louis Botha como primeiro Primeiro-ministro eleito pelo Partido Sul-Africano.

1961 (31 de Maio) – A União da África do Sul torna-se independente do Reino Unido, formando a República da África do Sul. Charles Robert Swart, Governador-geral à altura, torna-se o primeiro Presidente de Estado (Staatspresident)
1964 - Em 11 de Junho, Nelson Mandela, advogado, activista e ex-líder rebelde sul-africano é condenado a prisão perpétua pelo regime sul-africano do apartheid e deportado para a prisão da Ilha Robben.
1990 - Em 11 de Fevereiro Nelson Mandela é solto da prisão.
1991 - Nadine Gordimer torna-se a primeira mulher sul-africana a receber o Prémio Nobel da Literatura.
1993 - Nelson Mandela recebe o Prémio Nobel da Paz.
1994 (27 de Abril) – o dia das primeiras eleições livres marca o fim do Apartheid. Às zero horas, a antiga bandeira é baixada e o hino nacional Die Stem é cantado. É içada a nova bandeira e cantado o hino Nkosi Sikelel' iAfrika. Durante o dia, Nelson Rolihlahla Mandela, presidente do ANC, é eleito o 1º Presidente da moderna África do Sul com 63% dos votos. Frederik Willem de Klerk (Prémio Nobel da Paz neste ano) e Thabo Mbeki são nomeados Vice-presidentes. Mantém-se Presidente até 1999.
2003 - O escritor sul-africano John Maxwell Coetzee recebe o Prémio Nobel da Literatura.
2010 – A África do Sul é o primeiro país do Continente Africano a ser sede de uma Copa do Mundo FIFA.



Cultura e personalidades:
     Belas Artes - A arte sul-africana inclui os mais antigos objectos artísticos do mundo, descobertos numa caverna do país, com cerca de 75 mil anos de idade. As tribos dispersas de povos khoisan que se deslocaram para a África do Sul cerca de 10.000 a.C., tinham sua própria expressão artística, vista hoje numa infinidade de pinturas rupestres. Mais tarde surgiram os povos bantu / ngumi com suas próprias formas de arte.
     Novas formas artísticas evoluíram nas vilas e cidades: a arte dinâmica, que usa tiras de plástico ou aros de bicicleta. A arte popular holandesa com influências dos africânders trekboers e os artistas brancos urbanos mudaram as tradições europeias a partir de 1850 e também contribuíram para essa mistura eclética, que continua a evoluir até aos dias de hoje.

Política - Frederik Willem de Klerk (n. 1936), último presidente branco da África do Sul, entre 1989 e 1994. Contribuiu para o términos do regime do Apartheid, permitindo à maioria negra direitos civis iguais aos brancos, transformando o seu país numa democracia. Recebeu o Prémio Nobel da Paz em 1993, partilhado com Nelson Mandela.

 
Nelson Mandela (2008)

     Considerado o Pai da Pátria da moderna nação sul-africana, Nelson Mandela (1918-2013), advogado e ex-líder rebelde, foi preso pelo regime do apartheid entre 1964 e 1990. Recebeu o Prémio Nobel da Paz em 1993 e foi o primeiro Presidente negro da África do Sul, entre 1994 e 1999.
Foi o mais poderoso símbolo da luta contra o regime segregacionista do Apartheid, sistema racista oficializado em 1948, e modelo mundial de resistência. No dizer de Ali Abdessalam Treki, Presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas, "um dos maiores líderes morais e políticos de nosso tempo".






Ver  Efemérides - 18 de Julho  (nascimento de Nelson Mandela);

Ver  Efemérides - 5 de Dezembro  (falecimento de Nelson Mandela).


Literatura - A literatura sul-africana surge a partir de uma história social e política única. Um dos primeiros romances bem conhecidos escritos por um autor negro num idioma africano foi Mhudi, de Solomon Tshekisho Plaatje, escrito em 1930. Durante a década de 1950, a revista Drum tornou-se um viveiro de sátiras políticas, ficção e ensaios, dando voz à cultura negra urbana.
     Entre os autores sul-africanos brancos mais notáveis estão Alan Paton, escritor e activista anti-apartheid (1903-1988), que publicou o romance Cry, the Beloved Country em 1948. 
     Nadine Gordimer (n. 1923) tornou-se a primeira sul-africana a receber o Prémio Nobel da Literatura em 1991. O seu romance mais famoso, “July’s People”, foi lançado em 1981. 
     O escritor, romancista, crítico literário e ensaísta John Maxwell Coetzee (n. 1940), ganhou o Prémio Nobel da Literatura em 2003.
     O escritor britânico nascido sul africano J.R.R. Tolkien (1892-1973), autor de “O Hobbit”, “O Senhor dos Anéis” e “O Silmarillion”, entre outros.

Culinária - Alimentos de muitas culturas são apreciados por todos e especialmente comercializados para os turistas que desejam provar a grande variedade da culinária do país. A culinária sul-africana é fortemente baseada na carne grelhada enquanto um evento social tipicamente sul-africano conhecido como um braai (ou churrasco). O país também se tornou um grande produtor de vinhos. Algumas das suas melhores vinhas encontram-se em vales à volta de Stellenbosch, Franschhoek, Paarl e Barrydale, no Cabo Ocidental.

Música - Existe uma grande diversidade na música sul-africana. Muitos músicos negros que cantavam em africânder ou inglês durante o apartheid passaram a cantar em línguas africanas tradicionais, e desenvolveram um estilo único chamado kwaito. Digna de nota é a cantora pop Brenda Fassie (1964-2004), que alcançou fama graças à sua canção "Weekend Special", cantada em inglês.
     Músicos tradicionais famosos são os Ladysmith Black Mambazo e o Quarteto de Cordas do Soweto, que executa música clássica com sabor africano.

Ciência e tecnologia - O cirurgião Christiaan Barnard (1922 - 2001), o primeiro a realizar um transplante de coração, em 1967.
     O empresário Mark Shuttleworth, fundador da Canonical Ltd (sistema operativo Livre Ubuntu) e o primeiro sul-africano a ir ao espaço, em 2002.




Principais recursos naturais:
Ouro, diamantes, platina, antimónio, ferro, manganésio, urânio, crómio, vanádio e titânio.


Datas comemorativas:
27 de Abril - Dia da Liberdade (Comemora as primeiras eleições livres pós-apartheid, em 1994).



24 de Setembro - Dia da Herança (Dia em que os sul-africanos comemoram a diversidade do país);



16 de Dezembro - Dia da Reconciliação.




Símbolos Nacionais:
Bandeira Nacional;
Brasão de Armas;
Hino Nacional - God Bless Africa - Nkosi si kelel'iAfrica - Composto em 1897 e adoptado em 1997;
Insígnia nacional da Força Aérea da África do Sul.


Insígnia de baixa visibilidade
Força Aérea da África do Sul
Insígnia da Força Aérea
da África do Sul.

















Lema:
!ke e: ǀxarra ǁke (ǀXam)
Verskillende mense verenig.
(Diversos povos se unem)


Vista parcial de Pretória


Capitais:
Pretória (capital administrativa / executiva);
Cidade do Cabo (Cape Town) (capital legislativa);
Bloemfontein (capital judiciária).


Imagens da Cidade do Cabo










Vista parcial de Bloemfontein















Maior Cidade da África do Sul:
Joanesburgo, com cerca de 5,3 milhões de habitantes. É o maior centro industrial e financeiro do país e a quarta maior cidade do Continente Africano (atrás do Cairo, Lagos e Kinshasa).


Imagens de Joanesburgo


Línguas Oficiais:
Inglês; Africânder; Ndebele; SeSotho do norte; SeShoto do sul; Swazi; Tswana; Tsonga; Venda; Xhosa e Zulu.


Moeda Oficial:
Rand.


Tipo de Governo:
Democracia Constitucional na forma de uma República Presidencialista Parlamentar.


Data de entrada como membro da ONU (Organização das Nações Unidas):
7 de Novembro de 1945 (membro fundador).


Organizações / Relações internacionais:
  • ONU - Organização das Nações Unidas;
  • UA - União Africana;
  • SADC - Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral;
  • Commonwealth of Nations - Comunidade das Nações;
  • TA - Tratado da Antárctida;
  • Grupo dos 77 - Nações em desenvolvimento;
  • ZPCAS - Zona de Paz e Cooperação do Atlântico Sul;
  • UAAA - União Aduaneira da África Austral;
  • OMC - Organização Mundial do Comércio;
  • FMI - Fundo Monetário Internacional;
  • G7+5 - Grupo dos sete países mais industrializados do mundo mais o grupo de cinco países mais desenvolvidos;
  • G5 - Grupo de cinco países em desenvolvimento;
  • G20 (países industriais, maiores economias);
  • G20 (países em desenvolvimento);
  • AALCO - Associação Jurídica Consultiva Afro-Asiática;
  • ICDO - Organização Internacional de Protecção Civil (observador);
  • MNA - Movimento dos Países Não-Alinhados;
  • SADC - Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral;
  • OIV - Organização Internacional da Vinha e do Vinho;
  • CD - Comunidade das Democracias (membro do Conselho Director);
  • BRICS, organização económica e grupo político de cooperação (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul);
  • BIRD – Banco Internacional para a Reconstrução e Desenvolvimento;
  • COI - Comité Olímpico Internacional;
  • GFN - Grupo de Fornecedores Nucleares;
  • IHO - Organização Hidrográfica Internacional;
  • INTERPOL - Organização Internacional de Polícia Criminal;
  • IRENA – Agência Internacional para as Energias Renováveis;
  • MIGA - Agência Multilateral de Garantia de Investimentos;
  • OIM - Organização Internacional para as Migrações;
  • OPCW - Organização para a Proibição de Armas Químicas;
  • PCA - Tribunal Permanente de Arbitragem;
  • WCO - Organização Mundial das Alfândegas;
  • ZPCAS - Zona de Paz e Cooperação do Atlântico Sul;
  • IPU - União Inter-Parlamentar;
  • IUCN – União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais;
  • TPI - Tribunal Penal Internacional;
  • IUCN - União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais;
  • ANWFZ - Tratado Africano para a Formação de uma Zona Livre de Armas Nucleares;
  • UIHJ - União Internacional dos Oficiais de Justiça;
  • RAMSAR - Convenção sobre as Zonas Húmidas de Importância Internacional;
  • UNIDROIT - Instituto Internacional para a Unificação do Direito Privado;
  • OPCW Organização para a Proibição de Armas Químicas;
  • BAFD - Banco Africano de Desenvolvimento;
  • WIPO – Organização Mundial da Propriedade Intelectual;
  • WH – Património Mundial (UNESCO);
  • MWR – Registo da Memória do Mundo (UNESCO);
  • WNBR – Rede Mundial de Reservas da Biosfera (UNESCO).


Missões diplomáticas da África do Sul:
Alemanha - Áustria - Bélgica - Bulgária - Dinamarca - Espanha - Finlândia - França - Grécia - Hungria - Irlanda - Itália - Países Baixos - Noruega - Polónia - Portugal - República Checa - Roménia - Rússia - Suécia - Suíça - Ucrânia - Reino Unido - Argentina - Brasil - Canadá - Chile - Cuba - Estados Unidos - Jamaica - México - Trinidad e Tobago - Peru - Uruguai - Venezuela - Argélia - Angola - Benim - Botswana - Burundi - Camarões - Chade - Comores - República do Congo - Costa do Marfim - Egipto - Eritreia - Etiópia - Gabão - Gana - Guiné - Guiné Bissau - Guiné Equatorial - Quénia - Lesoto - Líbia - Madagáscar - Malawi - Mali - Mauritânia - Maurícia - Marrocos - Moçambique - Namíbia - Níger - Nigéria - República Democrática do Congo - Ruanda - São Tomé e Príncipe - Senegal - Sudão - Suazilândia - Tanzânia - Tunísia - Uganda - Zâmbia - Zimbabwe - Arábia Saudita - Cazaquistão - China - Coreia do Sul - Emirados Árabes Unidos - Índia - Indonésia - Japão - Filipinas Malásia - Irão - Israel - Jordânia - Kuweit - Omã - Paquistão - Qatar - Singapura - Síria - Sri Lanka - Tailândia - Turquia - Vietname - Austrália - Fiji - Nova Zelândia.



Património Mundial da UNESCO:
  • Sítios com fósseis de hominídeos de Sterkfontein, Swartkrans, Kromdraai e arredores (1999, 2005);
Sítios fósseis de hominídeos da África do Sul(UNESCO)

  • Parque da zona húmida de Santa Lúcia (1999);
Parque da zona húmida de Santa Lúcia (UNESCO)

  • Ilha Robben (1999);
Prisão da Ilha Robben (UNESCO)
  • Parque Maloti-Drakensberg (2000, 2013) - Partilhado com o Lesoto;
Parque Maloti-Drakensberg (UNESCO)
  • Paisagem cultural de Mapungubwe (2003);
Paisagem cultural de Mapungubwe (UNESCO)

  • Áreas protegidas da Região floral do Cabo (2004);
Imagem da Região Floral do Cabo (UNESCO)

  • Cratera de Vredefort (2005);
  • Paisagem cultural e botânica de Richtersveld (2007).

Paisagem cultural e botânica de Richtersveld (UNESCO)



Registo da Memória do Mundo (UNESCO):
  • Colecção Bleek - Universidade do Cabo e Biblioteca sul-africana do Cabo (1999);  - A colecção Bleek é formada por documentos do Dr. W. H. I. Bleek (1827-1875), da sua cunhada Lucy Lloyd (1834-1914), da sua filha, Dorothea Bleek (1873-1948) e G. W. Stow (1822-1882), relativos às investigações sobre a língua e o folclore dos san (bosquímanos), assim como álbuns de fotografias. Este acervo proporciona um conhecimento inestimável e única sobre a língua, a vida quotidiana, a religião, a mitologia, o folclore e as narrações deste povo da últiArquivos da Companhia Holandesa das Índias Orientais (2003) - Partilhado com a Índia, Indonésia e Sri Lanka;
  • Resumo do processo Nº 253/1963, do Estado contra Nelson Mandela (2007);
  • Colecção de Arquivos vivos da luta pela Libertação (2007);Arquivos da CODESA (Convenção para uma África do Sul Democrática), 1991/1992 e Arquivos do Processo de Negociação Multipartidária de 1993 (2013).

Rede Mundial de Reservas da Biosfera (UNESCO):

  • Kogelberg (1998);
  • Costa ocidental do Cabo (2000, 2003);
  • Waterberg (2001);
  • Kruger Canyons (2001);
  • Cabo Winelands (2007);
  • Vhembe (2009);
  • Gouritz (2015);
  • Magaliesberg (2015).



Fonte: 
Wikipédia, a enciclopédia livre.