Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Dia da Saudade (Brasil)


Saudade, de Almeida Júnior (1899)
Pinacoteca do estado, São Paulo, Brasil


No dia 30 de Janeiro comemora-se o Dia da Saudade no Brasil. 

A palavra vem do latim solitate, que na tradução literal quer dizer solidão. Mas na nossa língua ela adquiriu um significado bem mais romântico, como nos mostra o Dicionário Aurélio:
Saudade: Substantivo feminino - Lembrança nostálgica e, ao mesmo tempo, suave, de pessoas ou coisas distantes ou extintas, acompanhada do desejo de tornar a vê-las ou possuí-las; nostalgia.

Este sentimento sempre foi tema de músicas, poemas, filmes e não há quem já não o tenha sentido.
Temos saudades de pessoas, de momentos, de situações, de lugares. Sentimos falta de tudo o que nos faz bem. E, como dizem que relembrar é viver, a saudade transporta-nos para um tempo em que fomos mais felizes, trazendo, muitas vezes, lembranças dolorosas.

Painel do Fado, de José Malhoa (1910), Museu de Lisboa.

     Em Portugal, o Fado, oriundo do latim "fatum" - destino, está directamente associado a este sentimento.
Do mesmo modo, a sodade cabo-verdiana está intimamente ligada ao género musical da morna.
No Brasil, esse sentimento está muito retratado no samba de fossa e na bossa nova.

Para desejar a todos um Dia da Saudade cheio de boas lembranças, deixo dois poemas: Mario Quintana e Fernando Pessoa:

Saudade na solidão na penumbra do amanhecer.
Via você na noite, nas estrelas, nos planetas,
nos mares, no brilho do sol e no anoitecer.
Via você no ontem , no hoje, no amanhã...
Mas não via você no momento.
Que saudade...

Mario Quintana

Saudade
Eu amo tudo o que foi
Tudo o que já não é
A dor que já não me doi
A antiga e errónea fé
O ontem que a dor deixou
O que deixou alegria
Só porque foi e voou
E hoje é já outro dia.

Fernando Pessoa