Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Granada

Grenada
Granada


Bandeira
Brasão de Armas





















Localização:
América, América Central, Caraíbas.


Origem / Pequeno resumo histórico:
     Por volta do Século XV, os índios das caraíbas expulsaram da ilha os seus primitivos povoadores, os aruaques. Granada foi descoberta em 15 de Agosto de 1498 por Cristóvão Colombo, que lhe deu o nome de Concepción. Os espanhóis, porém, não tentaram colonizá-la: manteve-se em poder dos índios das caraíbas por mais de um século e meio.

Cristóvão Colombo, navegador
e explorador genovês
     Em 1650, o governador francês da Martinica fundou uma colónia em Saint George's e exterminou os índios das caraíbas.
     Até 1762, a ilha permaneceu sob domínio dos franceses, que importaram escravos negros para as plantações de cana-de-açúcar. Nesse ano, a ilha passou a depender da coroa britânica, que a perdeu após um ataque francês em 1779 e a recuperou definitivamente em 1783, pelo Tratado de Versalhes.
     Entre 1795 e 1796, ocorreu uma rebelião de escravos, fomentada pelos franceses e sufocada pelos britânicos. Em 1833 aboliu-se a escravidão. De 1885 a 1958, Granada foi o centro administrativo das ilhas britânicas de Barlavento e de 1958 a 1962 membro da Federação Britânica das Índias Ocidentais. Cinco anos depois tornou-se um dos Estados Associados das Antilhas Britânicas, com regime autónomo.
     A 7 de Fevereiro de 1974 transformou-se em estado independente. Em 1979, um golpe de Estado de inspiração marxista levou ao poder Maurice Bishop, que estreitou os laços com Cuba e a União Soviética. Uma cisão dentro do grupo governante desembocou na insurreição dirigida pelo general Hudson Austin em Outubro de 1983, que deu lugar à execução de Bishop e à intervenção militar conjunta dos Estados Unidos e de países pertencentes à Organização dos Estados das Caraíbas Orientais. As tropas cubanas que haviam ajudado o regime anterior foram evacuadas.
     O Novo Partido Nacional, encabeçado por Herbert Blaize, ganhou as eleições de 1984 e, no ano seguinte, os Estados Unidos retiraram suas tropas.


Cultura:
     Os colonos franceses de Granada também trouxeram a sua cultura, como fizeram os escravos africanos através do Atlântico para o trabalho agrícola. A combinação dessas culturas é o que se encontrará nesta ilha. Os indígenas também influenciaram a cultura da ilha nos últimos anos.
     Muitos descendentes dos primeiros africanos de Granada têm mantido os seus próprios conhecimentos tribais. Muitos grenadianos estão conscientes da tribo da qual vieram os seus antepassados, e os seus estilos de dança foram mantidos em todas as partes da ilha.


Principais recursos naturais:
Madeira, pescas e agricultura.


Datas comemorativas:
Dia da Independência - 7 de Fevereiro - Celebra a data da independência, do Reino Unido, em 1974.



Símbolos nacionais:
Bandeira Nacional;
Brasão de Armas;
Hino Nacional - "Hail Grenada" ("Salvé Granada").


Lema:
"Ever Conscious of God We Aspire, and Advance as One People" ("Conscientes de Deus Aspiramos, e Avançamos como um só Povo ").


Vista parcial de Saint George's, capital de Granada


Capital:                                                                           Língua oficial:
Saint George’s                                                             Inglês



Moeda oficial:                                                               Tipo de Governo:
Dólar das Caraíbas Orientais (XCD)                          Monarquia constitucional



Data de admissão como membro da ONU (Organização das Nações Unidas):
17 de Setembro de 1974



Organizações / Relações internacionais:

  • ONU - Organização das Nações Unidas;
  • AEC - Associação dos Estados das Caraíbas;
  • ACHR - Convenção Americana para os Direitos Humanos;
  • AOSIS - Aliança dos Pequenos Estados Insulares;
  • CARICAD - Centro para o Desenvolvimento e Administração das Caraíbas;
  • CARICOM - Comunidade das Caraíbas;
  • CIDH - Tribunal Inter-Americano de Direitos Humanos;
  • COI - Comité Olímpico Internacional;
  • Commonwealth of Nations - Comunidade das Nações;
  • CRNM - Mecanismo Regional de Negociações das Caraíbas;
  • Grupo dos 77 - Nações em desenvolvimento;
  • INTERPOL - Organização Internacional de Polícia Criminal;
  • IRENA - Agência Internacional para as Energias Renováveis;
  • MIGA - Agência Multilateral de Garantia de Investimentos;
  • MNA - Movimento dos Países Não-Alinhados;
  • OEA - Organização dos Estados Americanos;
  • OECO - Organização dos Estados das Caraíbas Orientais;
  • OLADE - Organização Latino-Americana de Energia;
  • OMC - Organização Mundial do Comércio;
  • OPCW - Organização para a Proibição de Armas Químicas;
  • CELAC - Comunidade dos Estados Latino-Americanos e das Caraíbas.


Fonte:
Wikipedia, a enciclopédia livre

Sem comentários :

Enviar um comentário