Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

EADS C-295M (primeira parte)


Imagem 1

EADS C-295M
EADS C-295MPA PERSUADER

Quantidade: 12
Versão EADS C-295M: 7
Versão EADS C-295 Persuader: 5
Utilizador: Força Aérea
Entrada ao serviço: 18 de Novembro de 2008
Data de abate: Em serviço



Dados técnicos:

a)       Tipo de Aeronave
Avião bimotor turbohélice terrestre, de trem de aterragem triciclo retráctil, monoplano de asa alta, de construção metálica, com fuselagem e cabine de voo pressurizadas. Possui a parte traseira da fuselagem equipada com uma rampa/porta hidráulica, destinado a missões de transporte militar de médio e curto alcance, patrulhamento marítimo, luta naval e luta anti-submarino.
Tripulação: 2 + 2.
b)       Construtores
Até Julho de 2000: CASA - Construcciones Aeronáuricas S.A. / Espanha;
Entre Julho de 2000 e Abril de 2009: EADS- European Aeronautic Defence and Space Company / Alemanha, França e Espanha;
Entre Abril de 2009 e Dezembro de 2013: EADS-Airbus Military / Espanha;
A partir de Janeiro de 2014: Airbus Defence and Space / Alemanha, Espanha, França, Estados-Unidos e Reino Unido.
c)       Motopropulsor
Motores: 2 motores turbo-propulsores (turbo-hélices) Pratt & Witney Canada PW-127G, de 2.645 hp cada.
Hélices: Metálicos, de seis pás, com 3,89 m de diâmetro, com auto-revestimento e sincronização de fases.
d)       Dimensões
                Envergadura ………….............25,81 m
                Comprimento…..…………......24,50 m
                Altura………….……………....…8,60 m
                Diâmetro da hélice…………….3,89 m
                Área alar ……….……...............59 m²
e)       Pesos
                Peso vazio……………..…....….13.000 kg
                Peso máximo……………...…..23.200 kg
                Peso máximo de carga……….9.250 kg
f)        Performances
                Velocidade máxima ……...….470 Km/h
                Velocidade de cruzeiro ……...410 Km/h
                Velocidade mínima….…….....175 Km/h
                Velocidade de manobra……..350 Km/h
                Tecto máximo…………....….9.900 m
                Tecto de serviço ………...….7.620 m
                Raio de acção ………...........4.500 Km
                Alcance máximo………...…..3.900 Km
                Alcance máximo com o peso máximo de carga…..1.300 Km
                Autonomia…………............10 horas
                Combustível…………………7.700 L
g)      Armamento
Os pontos fixos para transporte de armas debaixo das asas são opcionais e têm capacidade para 300Kg, o mais afastado, 500Kg o central e 800Kg o mais próximo do eixo do avião.
h)      Capacidade de transporte
66 passageiros; ou 68 tropas de infantaria; ou 66 / 45 para-quedistas totalmente equipados; ou 24 macas e 6 médicos; ou 57 m³ de volume, correspondentes a (até) 5 paletes de 2,24m x 2,74m; ou 5 veículos utilitários leves.




Imagem 2
Resumo histórico:

     O CASA C-295 é um avião de transporte táctico médio, desenhado pela fábrica espanhola CASA - Construcciones Aeronáuticas S.A. na década de 1990, com o desenvolvimento do bem sucedido CASA CN-235.
     O programa de desenvolvimento da aeronave começou em Novembro de 1996, tendo sido oficialmente anunciada no Salão Aeronáutico de Paris, em Junho de 1997.
     O primeiro protótipo foi uma modificação de um CN-235, que recebeu a designação de  EC-295, realizando o seu primeiro voo em 28 de Novembro de 1997.
     Em relação ao CN-235, o EC-295 teve a fuselagem alongada até 24,5 metros e foi equipado com novos motores e sistemas. Os motores escolhidos foram dois turbo-hélices Pratt & Witney Canada PW-127G, com 2.645 hp cada, conferindo a capacidade para transportar uma carga útil máxima de 9.250 Kg a uma velocidade de cruzeiro de 480 Km/h. Estas mudanças permitem transportar uma carga 50% mais pesada e a uma velocidade superior ao CN-235, em distâncias similares. Este primeiro protótipo contribuiu com um programa de provas, num total de 379 voos e 801 horas de voo sendo, posteriormente, utilizado para desenvolver a versão CASA C-295 Persuader.

     O grupo EADS surgiu de uma fusão, em 10 de Julho de 2000, das empresas Daimler Chrysler Aerospace (DASA) da Alemanha, Aérospatiale  da França e Construcciones Aeronáuticas S.A. (CASA) de Espanha. Desde então desenvolveu-se, tornando-se a segunda maior empresa aeroespacial europeia, depois da BAE Systems.
     Em Julho de 2013, a EADS anunciou a sua extinção, com uma reestruturação do grupo em três divisões e a mudança do seu nome para AIRBUS, adoptando uma aparência semelhante à sua rival Boeing, numa aposta para se tornar mais competitiva.

     Em Janeiro de 2014 foi criada a Airbus Defence and Space, divisão da Airbus voltada para os sectores aeroespacial, defesa e aviação militar, formada pela fusão de três das empresas da extinta EADS (Astrium, Cassidian e Airbus Military). Uma outra divisão da EADS, a Eurocopter, passou a ser designada por Airbus Helicopters.

Imagem 3: Painel de instrumentos da cabine de pilotagem do C-295M
   

     A CASA obteve a primeira encomenda do C-295 por parte da Força Aérea Espanhola, que recebeu o primeiro avião em Dezembro de 2000.
  A partir do ano 2000, com a incorporação da CASA no grupo aeronáutico europeu EADS (European Aeronautic Defence and Space), esta aeronave passou a designar-se EADS CASA C-295.

     A CASA possui duas versões do 295: o C-295M, para transporte táctico militar, e o C-295 Persuader, para patrulhamento marítimo. Está previsto, em breve, uma terceira versão, o CASA C-295 AEW,  para controle e alerta aéreo antecipado, equipado com radar activo de varredura electrónica.

Em Outubro de 2013 tiveram início as provas para uma versão de combate a incêndios.
Em Junho de 2014, a Jordânia anunciou a conversão de um dos seus C-295 numa nova versão de artilharia, designada por AC-295.
Outras versões em desenvolvimento, incluem a Inteligência de Sinais (SIGINT) e Inteligência, Vigilância e Reconhecimento (ISR).
     A CASA desenvolveu ainda o CASA C-295W, uma versão equipada com Winglet, componente aerodinâmico situado na extremidade livre das asas, com a função de diminuir o arrasto induzido relacionado com o vórtice da ponta das asas, a fim de melhorar o seu desempenho na descolagem, subida e velocidade de cruzeiro, aumentando a relação de subida e resistência.

Imagem 4: Países operadores do C-295M:
azul: Operadores do C-295;
verde: operadores do C-295 Persuader;
violeta: operadores de ambas as versões.

     Entre 2004 e 2013 os aviões CASA C-295M e C-295 Persuader passaram a ser operados pelos seguintes países: Argélia, Brasil, Cazaquistão, Chile, Colômbia, Equador, Egipto, Espanha, Filipinas, Finlândia, Gana, Indonésia, Jordânia, México, Omã, Polónia, Portugal, República Checa e Vietname, num total de 151 aeronaves nas duas versões.

(continua)



Fontes (primeira parte):
Imagem 1: Cortesia de EMFA - Estado Maior da Força Aérea Portuguesa;
Imagens 2 e 4: Cortesia de Wikipedia,a enciclopédia livre;
Imagem 3: © Carlos Pedro - Altimagem.
Texto:
- Cortesia de Wikipedia, a enciclopédia livre;
- Cortesia de EMFA - Estado Maior da Força Aérea Portuguesa;
- Cortesia de Air Force Technology.